domingo, 14 de agosto de 2011

Quem tiver seu velho ainda, abrace, beije, diga que o ama muito.


Quem tiver seu velho ainda, abrace, beije, diga que o ama muito. Releve e ponha-se no seu lugar. A vida é rapidinho. Ser npai também não é fácil - na verdade esse negócio de ser adulto não é brincadeira. Mas meu dia dos pais - apesar da saudade do meu - não está triste. Dona Mariana está comigo, meio dodoizinha, mas plena de luz a me iluminar. E Liliane também, companheiraça, ajudando em tudo e muito mais. Então, estou confortado e até feliz.


Os textos e imagens agora são ainda assim um testemunho da falta que o Seu Louro faz e do grande cara que ele foi. Pai eu tive, um paizão. Que Deus o guarde em sua infinita misericórdia, inclusive por ele ter feito como último gesto, que eu regressasse ao seu rebanho.



José Freire da Silva - Seu Louro - 1939 - 2010 - Galeria de imagens



Silêncio na Vila Olímpica Elzir Cabral* - Paulo Vinícius




Esse Time Chamado Brasil- Paulo Vinícius