terça-feira, 18 de outubro de 2011

PcdoB-DF lança boletim desmascarando mentiras do PIG


http://www.liderancapcdob.org.br/df/boletim/img/cabol00.jpg







Edefesa do Partido

Nota de desagravo a Fredo Ebling Jr.

O Partido Comunista do Brasil do Distrito Federal (PCdoB-DF) manifesta total apoio a Fredo Ebling Júnior, vítima de acusações infames feitas por pessoas envolvidas em desvio de verba do Programa Segundo Tempo do Ministério do Esporte. As calúnias foram veiculadas na edição desta semana da revista Veja, em matéria com acusações sem provas do policial militar João Dias Ferreira.

Fredo Ebling Júnior é servidor público de carreira e tem uma biografia ilibada e uma trajetória de lutas e de militância em nosso Partido há mais de 30 anos. É figura pública respeitada e admirada e orgulha a militância do PCdoB com sua história.

O PCdoB-DF reafirma sua confiança no ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., e em Fredo Ebling e repudia veementemente as mentiras e contra estes camaradas.

Brasília, 17 de outubro de 2011
Comissão Política do Partido Comunista do Brasil – Distrito Federal, PCdoB-DF

GDF
Administrador de Brasília debate hoje, no PCdoB, projeto para a 901 Norte



Messias de Souza, administrador de Brasília, acha que a construção de torres não viola o tombamento e garante que haverá ampla discussão com a comunidade. Hoje, 18 de outubro, às 19h, ele participa de debate na sede do PCdoB-DF, contará também com um representante da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação do GDF.
O debate sobre o tombamento de Brasília deve ir além dos arquitetos e urbanistas, tendo de ser feito por toda a sociedade. Esse é o desejo de Messias de Souza, que assegurou que o projeto da Terracap para a quadra 901 Norte não viola o tombamento e será discutido com os brasilienses, cabendo a decisão final à Câmara Legislativa. Para Messias, "Brasília não pode ser uma bolha discutida só por arquitetos".



Leia mais...

Em defesa do Partido

Fredo rebate calúnias veiculadas por Veja

Com relação à matéria veiculada em 19 de outubro de 2011 pela Revista Veja, às páginas 70 a 75, venho a público manifestar meu veemente repúdio às mentirosas e caluniosas afirmações contra mim lançadas.

Nunca mantive qualquer relação com a pessoa de nome Célio Soares Pereira, que sequer sei indicar quem seja. Com João Dias Ferreira meu contato restringiu-se ao período da campanha eleitoral de 2006, quando disputei a vaga de Deputado Federal, tendo referida pessoa
buscado assento na Câmara Distrital, oportunidade em que, como em toda a minha vida, pautei-me pela ética e pela legalidade.

As imputações lançadas e aqui rechaçadas, além de levianas, sequer são verossímeis. Basta um olhar isento para verificar a inconsistência de alegações como a que atribui vínculo entre quem determinou a rigorosa apuração de irregularidades e um comandado do investigado. Inacreditável, também, que alguém haja ilicitamente e determine seja investigada a aventada, e inventada, ilicitude.



Leia mais...

Em defesa do Partido Dias não é militante PCdoB

A edição desta semana da revista Veja, que circula desde o dia 14, publica matéria com o título “_Militante do PCdoB acusa Orlando Silva de montar esquema de corrupção_” e veicula acusações do policial militar João Dias Ferreira. Não foram apresentadas provas das acusações, mas a revista busca dar-lhes credibilidade repetindo, em várias passagens, que o denunciante é militante do PCdoB. Isso não é verdade.

João Dias Ferreira somente teve vínculo com a legenda do PCdoB nos meses do processo eleitoral de 2006, quando por sua militância no esporte (Federação de Kung-Fu) teve seu nome apresentado à Convenção Eleitoral do PCdoB/DF, que decidiu incluí-lo na relação de candidatos ao cargo de Deputado Distrital. Como membro da Polícia da Militar, ele não pode ter filiação partidária conforme estabelecido pela Constituição Federal. Leia mais


Administração de Brasília promove mutirão de limpeza


A Diretoria de Obras da Administração de Brasília está promovendo, em parceria com o SLU e a Coordenadoria das Cidades, mais uma etapa da Operação de Limpeza de Brasília.

Leia mais...