terça-feira, 11 de outubro de 2011

Mais de 60 cidades dos EUA já têm seu "Ocupe Wall Street" - Portal Vermelho

Mais de 60 cidades dos EUA já têm seu "Ocupe Wall Street" - Portal Vermelho
10 DE OUTUBRO DE 2011 - 17H58

Mais de 60 cidades dos EUA já têm seu "Ocupe Wall Street"


Protestos inspirados no movimento "Ocupar Wall Street" de Nova York continuam a pipocar no território dos Estados Unidos, com manifestações surgindo em 68 cidades americanas, como Filadélfia, Atlanta, Chicago, Cincinnati, Indianápolis, São Francisco e Oakland, entre outras.


De acordo com o site Occupytogether, até sábado (8) passado as ações semelhantes a "Occupy Wall Street" se replicavam rapidamente.

Muitos dos protestos terminaram em prisões. Dos quase 500 manifestantes reunidos no rebatizado "Parque Popular", território onde está instalado o grupo de edifícios do governo do estado de Iowa, a polícia prendeu 32, porque teriam dormido no parque.

Também em Washington, durante o fim de semana, o Museu Nacional Aeroespacial Smithsonian foi fechado na noite de sábado, após os guardas da segurança do espaço terem usado spray de pimenta para repelir mais de 100 manifestantes que protestavam contra a exibição de aviões de controle remoto, batizados de Drones (Zangões).

Um editor do jornal direitista The American Spectator foi visto na concentração provocando os guardas para que usassem as armas contra os civis. Os membros do movimento "Occupy DC" estão dormindo desde então em uma praça do centro financeiro da capital do país.

Em Nova York, milhares de manifestantes marcharam na noite de sábado a partir do Bairro Financeiro, onde o movimento Ocupar Wall Street está instalado há quatro semanas, até a Praça Parque Washington, no Bairro Greenwich.

Naquela noite, o filósofo esloveno Slavoj Žižek falou para os manifestantes no Parque Zuccotti. "Eles falam que nós somos sonhadores. Os verdadeiros sonhadores são aqueles que acham que as coisas são assim porque devem ser assim. Nós não somos sonhadores", afirmou. "Estamos acordando, de um sonho que se transformou em um pesadelo. Não estamos destruindo nada. Estamos testemunhando apenas como o sistema está se auto-destruindo", concluiu.

O movimento tam causado reações particulares de políticos em Washington, principalmente os de direita. A líder dos democratas no Congresso, Nancy Pelosi, disse que apoia a mensagem enviada tanto para os dirigentes financeiros como para os políticos.

No entanto, o pré-candidato republicano Newt Gingrich chutou o balde. Hoje ele veio a público para dizer que os protestos "são resultado de um sistema educacional ruim, que ensina ideias estúpidas".