terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Inácio Arruda:“Sou sim candidato. Não vou fazer o jogo da hipocrisia nem o da enrolação. Em política tem que ter determinação"

Inácio Arruda: Fortaleza precisa acompanhar o crescimento do país - PCdoB. O Partido do socialismo.
Estudantes, mulheres, parlamentares, sindicalistas, professores universitários, profissionais liberais e representantes de diversos setores da sociedade participaram nesta quinta-feira (9) de debate promovido pela Fundação Maurício Grabois em parceria com o Instituto da Cidade para discutir os desafios de Fortaleza. Segundo o Senador Inácio Arruda (PCdoB), palestrante da noite, o país está numa onda de crescimento e Fortaleza precisa “pegar este bonde”.
Com vasto conhecimento sobre Fortaleza, seus problemas e desafios, Inácio Arruda iniciou sua apresentação defendendo a necessidade de um planejamento estratégico para o desenvolvimento da capital cearense.“Esta é uma forma de nos engajarmos nesta luta pois trata-se de um momento ímpar para o futuro da nossa cidade”.

Dados comprovam que Fortaleza tornou-se uma das maiores metrópoles do país, com mais de 2,5 milhões de habitantes. “Devemos pensar Fortaleza dentro de um contexto ainda maior. Sua Região Metropolitana contabiliza cerca de 1,5 milhão de pessoas. Somados, estes números contabilizam praticamente a metade da população de todo o Ceará”, alerta.

Inácio citou como exemplo de ação integrada envolvendo Fortaleza e a Região Metropolitana o Planefor. Foi nas discussões realizadas pelo Planefor que foi elaborado o projeto de recuperação das bacias dos rios Cocó e Maranguapinho, que estão sendo executadas pelo Governo do Estado, com recursos do PAC. “Desse debate resultou a maior obra de macrodenagem do Brasil”, destaca.

Planejamento

E para enfrentar os desafios que se apresentam, o Senador destaca ser fundamental a criação de um órgão de planejamento. “Este setor foi esquecido no tempo, desde a administração do ex-prefeito Juraci Magalhães. O planejamento tem que ser público e não particular. As informações não são nem do prefeito, nem de nenhum secretário, mas do povo. Elas devem ser de domínio público”, ratifica.

Inácio considera este um dos principais entraves para o crescimento ordenado da cidade. “É o planejamento que permite que a cidade seja vista como um todo, e não meramente de forma burocrática, mas também com natureza social, econômica e política”.

Segundo o Senador, debater a cidade com planejamento envolvendo todos os setores é uma forma de enxergá-la de forma abrangente e organizada. “Se queremos acelerar o crescimento de Fortaleza, oficializar um órgão de planejamento é essencial. Será a este órgão que o prefeito e qualquer cidadão que queira informações sobre a cidade irá se reportar”.

O planejamento deve perpassar por todos os setores administrativos da cidade, defende Inácio. “A saúde, a educação, a mobilidade urbana, a cultura precisam ser enxergados como peças que deverão estar encaixadas para o desenvolvimento de Fortaleza”.

Mobilidade Urbana

Um dos maiores desafios que Fortaleza enfrenta é a questão da mobilidade urbana. O Senador defende a urgência de se discutir um projeto que leve em conta a divisão da cidade em leste e oeste. “Todos os grandes equipamentos estão no lado leste da cidade. Enxergando a cidade como um todo, é chegada a hora de investir na região oeste e atuar planejadamente sem desprezar nenhuma região”.

Inácio cita o PAC Mobilidade, que destinou R$ 2,4 bilhões para Fortaleza. “Tínhamos o recurso e incluímos o projeto da linha leste do metrô, saindo da estação Chico da Silva indo até a Estação Clóvis Beviláqua. Este será o maior investimento de todos os tempos no transporte público do Ceará. Somados ao investimentos da Copa, será mais de 4,5 bilhões até 2016 só em mobilidade urbana”.

Educação

O Senador também incluiu a Educação como uma grande preocupação. “A Educação é mais um drama da cidade. Não adianta ter uma grande rede sem primar pela qualidade do ensino. A questão está bem além do salário dos professores e isto também está incluído no planejamento estratégico que pensamos para Fortaleza. Educar é fator indutor para o desenvolvimento da cidade”, considera.

Meio Ambiente e desenvolvimento

Inácio considera que crescimento do país exige que cidades como Fortaleza tenham outra postura. “Precisamos acompanhar o ritmo acelerado de desenvolvimento do Brasil”, ratifica.

A preocupação com a preservação do meio ambiente também está na pauta do Senador. Inácio afirmou que não há incompatibilidade entre crescimento das cidades e agressão ao meio ambiente. “Temos que preservar e ao mesmo tempo acelerar o desenvolvimento. Se o Brasil acelerou, Fortaleza precisa acelerar muito mais para romper o grau de desigualdades na cidade. Não podemos perder este bonde”, afirma.

Projetos para Fortaleza

Inácio afirma que é possível ter um bom projeto, com planejamento, que resulte em benefícios para a cidade e para a população “Com boas ideias e vontade política Fortaleza tem condição de receber muitos recursos. Estamos aqui para discutir com profundidade um projeto ousado para a cidade, sem receio de mexer em coisas que parecem ser impossíveis de resolver”.

O Senador avalia como positiva a iniciativa de promover debates sobre a cidade na medida em que a oportunidade abre espaço para discutir as urgências e desafios, além de ratificar a atuação dos gestores. “Um bom prefeito precisa ser corajoso, arrojado. Todos os dias ele deve cuidar de coisas aparentemente simplórias, como limpar a cidade, cuidar da poda, pintar o meio fio. Mas se ele só fizer isso será um trabalho medíocre. Um grande prefeito tem que ter a capacidade de enxergar a metrópole visualizando o futuro”.

Eleições 2012

Nesta fase de debates e articulações pré-eleitorais, Inácio Arruda destacou a necessidade de pensar adiante, de forma ousada. “Esta é uma grande oportunidade de fazer um bom projeto para Fortaleza. fazer boas escolhas e dialogar. Avaliamos legítimo os diversos partidos se apresentem com os nomes que consideram o mais adequado. Já vivemos um processo que começa a se ampliar diante da proximidade da disputa e nosso objetivo é qualificar os debates, com propostas viáveis e boas ideias para uma Fortaleza melhor”.

Inácio ratificou que irá disputar a Prefeitura de Fortaleza. “Sou sim candidato. Não vou fazer o jogo da hipocrisia nem o da enrolação. Em política tem que ter determinação e estou disposto a fazer um bom projeto para Fortaleza. Este é um momento de partida para discutir a cidade que queremos e convido todos a tocarem este barco com a gente”.

De Fortaleza,
Carolina Campos