quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Coreia do Norte anuncia suspensão de atividade nuclear - Portal Vermelho

Coreia do Norte anuncia suspensão de atividade nuclear - Portal Vermelho

A República Popular Democrática da Coreia (RPDC) anunciou nesta quarta-feira (29) a suspensão de testes nucleares e enriquecimento de urânio na instalação de Nyongbyon, como garantia de que deseja criar um clima positivo para as conversações de alto nível com os Estados Unidos.


Em resposta à solicitação dos Estados Unidos, a Coreoa do Norte também permitirá à Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) verificar essa última medida, à qual se soma a moratória nos lançamentos de mísseis de longo alcance enquanto prossiga um diálogo produtivo.

Um porta-voz da Chancelaria citado pela agência de notícias KCNA disse que nas recentes conversações em Pequim, ambos os países concordaram também em aplicar simultaneamente uma série de medidas de criação de confiança, como parte dos esforços para melhorar as relações bilaterais.

Nesse encontro foram debatidos também sincera e profundamente os temas vinculados com a preservação da paz e estabilidade da Península Coreana e a retomada das conversações de seis partes (Coreia do Norte, Coreia do Sul, China, Rússia, Estados Unidos e Japão).

Igualmente, ratificaram a vontade de executar a Declaração Conjunta de 19 de Setembro e reconheceram que o Acordo de Armistício funciona como pedra angular da paz e da estabilidade da Península até que se assine um tratado de paz.

Os Estados Unidos reafirmaram sua posição de não mais hostilizar a Coreia do Norte e a disposição de melhorar as relações bilaterais sob o princípio do respeito à soberania e ao espírito de igualdade.

Os Estados Unidos também manifestaram a vontade de implementar medidas para ampliar o intercâmbio de pessoal em vários campos, como o cultural, da educação dos esportes e se comprometeu a fornecer à RPDC 240 mil toneladas de alimentos.

De acordo com o porta-voz, quando se restabeleçam as conversações de seis partes para a desnuclearização da Península, se dará prioridade ao debate sobre o levantamento das sanções contra a RPDC e o fornecimento a esta dos reatores de água leve.

Prensa Latina