quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Layla Al-Attar - Artista iraquiana foi assassinada por "insultar" Bush - Frente Brasileira de Solidariedade com a Síria

Layla Al-Attar - Artista iraquiana foi assassinada por "insultar" Bush
Layla Al-Attar (nascida em Bagdá, no Iraque) foi uma artista e pintora iraquiano que se formou na Academia de Belas Artes de Bagdá, em 1965.
Layla, participou de muitas exposições, recebeu diversos prêmios e foi diretora do Museu Nacional de Arte iraquiano.
Layla fez um retrato em mosaico do ex-presidente dos EUA, George HW Bush, na entrada do hotel Al Rasheed, em Bagdá, após a Guerra do Golfo.
Sua casa foi destruída em 1991 por mísseis dos EUA, mas dessa vez ela sobreviveu.
Em 17 de janeiro de 1993, o hotel foi destruido por um míssil norte-americano o que resultou em mortes de civis. E, no dia 27 de junho de 1993, Layla, seu marido e sua empregada foram mortos por um ataque de mísseis dos EUA em Bagdá, que foi ordenado pelo presidente dos EUA, Bill Clinton, em retaliação por uma suposta tentativa de assassinato.