sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Flávio Dino: Começa uma era de direitos, e não mais uma era de favores - Portal Vermelho

Flávio Dino: Começa uma era de direitos, e não mais uma era de favores - Portal Vermelho

Consagrando
uma vitória histórica, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB),
foi empossado para o cargo em cerimônia na Assembleia Legislativa, nesta
quinta-feira (1º de janeiro), em São Luís. A solenidade contou com a
presença de autoridades do Poder Judiciário, Executivo e Legislativo,
além de lideranças dos movimentos sociais.






Flávio Dino assume o governo do Maranhão colocando fim há 50 anos de governo da família Sarney
Flávio Dino assume o governo do Maranhão colocando fim há 50 anos de governo da família Sarney


Em entrevista coletiva ao chegar no Palácio dos Leões, Flávio Dino
manifestou a importância daquele momento para o povo do Maranhão. “Hoje
é um momento muito especial, porque foi uma luta muito profunda do
nosso povo em nome da esperança. Vamos fazer um governo bom, limpo,
honrado e honesto, com uma política baseada no diálogo e na conversa”,
expressou o governador.





Flávio Dino assume o governo do Maranhão colocando fim há 50 anos de
governo da família Sarney. Seu compromisso é promover profundas mudanças
no estado e já no seu discurso de posse deu a tônica de sua gestão ao
anunciar a criação de um programa de combate à extrema pobreza por meio
da lei de criação do Mais Bolsa e Família e Educação, além de projetos
de incentivo a Agricultura Familiar e de promoção da transparência e
controle das contas públicas.



No discurso de posse, Flávio Dino reafirmou que governará para construir
o futuro. “Não farei guerra com o passado do Maranhão, pois é preciso
ter o espírito cívico para governar e virar a página do passado”,
enfatizou ele, agradecendo a todos que lhe apoiaram na eleição.



Ele também reforçou o compromisso de manter relações republicanas com o
parlamento e os gestores municipais. “Começa uma era de direitos, e não
mais uma era de favores”, salientou o governador, que também reafirmou o
compromisso de seu governo na luta contra a corrupção e pediu ajuda da
classe política para a implementação de um governo transformador. “Não
vamos permitir que a corrupção continue roubando o futuro do Maranhão.
Tenho consciência de ser governador de todos os maranhenses. Peço a
ajuda de todos e digo: avante, com força e fé”, concluiu.



Além disso, o governador enviará à Assembleia Legislativa projeto de lei
que cria um modelo de transição no Estado. A medida é para que não se
repita o que ocorreu com sua equipe de transição em que o governo da
família Sarney restringiu o acesso a dados de convênios e precatórios.



Eleito no primeiro turno com 63,52%, Flávio Dino representa a vontade de
milhões de maranhenses esquecidos pelo estado. Tendo como principal
bandeira o combate às desigualdades, o principal desafio de Dino é
reverter os índices sociais alarmantes como o Índice de Desenvolvimento
Humano (IDH) e a fome, que ainda atinge metade dos maranhenses.



Segundo dados da PNAD, o Maranhão é o estado que possui o maior número
de pessoas com insegurança alimentar. “Fome: palavra forte, aguda,
cortante, mas que deve ser pronunciada para que lembremos sempre de
nossa maior batalha. Essa é a missão que dá sentido maior a este
momento”, disse Flávio Dino.



Perfil



Flávio Dino de Castro e Costa tem 46 anos, é casado e tem três filhos.
Natural de São Luís, possui graduação em direito pela Universidade
Federal do Maranhão (UFMA). Em 1994, foi aprovado em concurso público
para juiz federal, cargo que exerceu por até 2006, quando deixou o cargo
para exercer o cargo como deputado federal. Em 2011, assumiu a
presidência da Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur), cargo que
ocupou até 2014, saindo para candidatar-se ao governo.



Da redação do Portal Vermelho

Com informações de agências