domingo, 15 de março de 2015

Dez investigados na Lava Jato detêm veículos de comunicação  - Por Augusto Diniz* - Portal Vermelho e Observatório da Imprensa

Dez investigados na Lava Jato detêm veículos de comunicação - Portal Vermelho
De afiliadas da TV Globo a rádios locais, pelo menos 10 políticos que passaram a ser investigados na Operação Lava Jato controlam empresas de radiodifusão. Não é simples saber se um político é ou não proprietário de emissoras de rádio e televisão, pois no exercício do cargo de deputado e senador, pela Constituição, ele não pode controlar qualquer tipo de concessão pública. Por conta disso, muitos usam laranjas e familiares para driblar a legislação.

Por Augusto Diniz*


O senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi retirado da lista de Janot, mas continua na lista dos políticos proprietários de veículos de comunicação proibido pela Constituição.

Ainda assim, há diversos levantamentos que apontam quais políticos do país controlam – ainda que não como proprietários formais – serviços de radiodifusão. Da lista de 47 que passaram a ser investigados pela Justiça, os políticos do PT e PSDB citados não constam como controladores diretos de veículos de comunicação de rádio e televisão.

Mas Fernando Collor, do PTB, é proprietário do grupo Arnon de Mello, com emissoras de rádio na capital e cidades do interior do estado de Alagoas. A TV Gazeta, também de Collor, é uma das primeiras afiliadas da TV Globo no Nordeste.

Renan Calheiros e Eduardo Cunha, do PMDB, possuem concessões de rádio. A concessão do senador está em nome de seu filho, José Renan Calheiros Filho, a JR Rádio Difusora de Alagoas. Renan tem o sonho de montar um império de comunicação e já foi acusado de ter comprado outras emissoras no estado usando laranjas. Já o deputado federal e radialista Eduardo Cunha é um dos controladores da rádio Melodia, com atuação em pelo menos sete estados brasileiros.

PMDB, PP, PR...

O senador Romero Jucá, também do PMDB, é outro que tem rádio. Ela fica no interior de Pernambuco, na cidade de Bezerros. Aliados seus em Roraima, estado em que se elegeu senador, são proprietários da afiliada da TV Bandeirantes.

A família do senador Edison Lobão possui um sistema de rádio e televisão no Maranhão, seu estado natal. As emissoras se concentram nas duas principais cidades maranhenses. A rede de TV é afiliada do SBT. A família Sarney mantém um conglomerado de comunicação de emissoras de rádio e televisão que cobre quase 100% do estado do Maranhão. Roseana, ao lado do irmão e do pai, comanda a rede de televisão afiliada da Globo.

Dos deputados do PP, Dilceu Sperafico controla duas rádios na cidade de Marechal Cândido Rondon (PR). Já Aníbal Gomes é dono de rádio em Acaraú (CE). Sandes Junior é controlador de emissora de rádio em Goiânia (GO), e Roberto Britto, na sua cidade natal, Jequié (BA). Pedro Henry chegou a ter um canal de televisão (afiliada da Record) em Cáceres (MT), mas a concessão foi cassada há dois anos.

*É jornalista

Fonte: Observatório da Imprensa