quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Vietnamitas despedem-se do general Giap - Estado de SP

AE - Agência Estado
Centenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de Hanói neste domingo para se despedirem do general Vo Nguyen Giap, lendário herói de guerra cujas táticas levaram a pequena nação do sudeste asiático a se libertar primeiro dos franceses e depois dos norte-americanos.
"Vida longa ao general Giap", entoavam participantes dos funerais, muitos deles chorando. A procissão fúnebre percorreu 40 quilômetros entre o centro de Hanói e o aeroporto.
De Hanói, o corpo do general foi levado a Quang Binh, na região central do país, onde mais centenas de milhares de pessoas enfileiraram-se pelos 70 quilômetros que separam o aeroporto local do local onde Giap foi sepultado.
O general faleceu no dia 4, aos 102 anos. Mais longevo entre os principais revolucionários comunistas do Vietnã, aplicou engenhosas estratégias de guerrilha para superar enormes desvantagens diante de inimigos militarmente superiores.
Apelidado de Napoleão Vermelho, Giap é considerado um herói nacional cujo legado encontra-se abaixo somente daquele de seu mentor, o ex-presidente Ho Chi Minh, que conduziu o Vietnã à independência.
Estrategista militar autodidata, Giap ficou famoso pela vitória sobre os franceses em Dien Bien Phu, que não levou apenas à independência do Vietnã, mas também ao colapso do colonialismo na Indochina e outras partes do sudeste asiático.
Mesmo com idade avançada, o general se manteve ativo na política. Giap recebia visitas de autoridades internacionais, como seu amigo Fidel Castro, que posavam para fotos com o militar, em sua casa na capital Hanói.
Giap nasceu em 25 de agosto de 1911, na província central de Quang Binh. Ele entrou na vida política nos anos 1920 e trabalhava como jornalista antes de se filiar ao Partido Comunista Indochinês. Nos anos 1930, ele se formou em Direito pela Universidade de Hanói e foi preso por liderar protestos contra a colonização francesa.
Giap conheceu Ho Chi Minh nos anos 1940, durante o exílio no sudeste da China. Os dois, então, foram para a zona rural do norte do Vietnã, onde recrutavam guerrilheiros para a insurgência vietcongue. Uma de suas estratégias mais conhecidas foi a criação da trilha de Ho Chi Minh, que atravessava clandestinamente as selvas de Laos e Camboja para municiar os rebeldes no sul do Vietnã.
Durante os anos de guerra, Giap serviu como ministro da Defesa, comandante das Forças Armadas e membro da diretoria do Partido Comunista do Vietnã. Seu poder foi lentamente decaindo com a morte de Ho Chi Minh, em 1969. Seu último cargo foi de vice-primeiro-ministro em 1991.
Mesmo aposentado, Giap continuava a ser uma figura popular na sociedade vietnamita. Com o uniforme militar e estrelas dourados cravadas nos ombros, ele participava de eventos nacionais e dava conselhos políticos. Fonte: Associated Press.