terça-feira, 9 de abril de 2013

PCdoB: Estadual do Rio se reúne e aprova Batista como presidente - Portal Vermelho


PCdoB: Estadual do Rio se reúne e aprova Batista como presidente - Portal Vermelho

O Comitê Estadual do PCdoB do Rio de Janeiro se reuniu em sua sede estadual, na capital, no último sábado (6) para debater o quadro político nacional, estadual e informar sobre o lançamento do 13º Congresso do Partido. A reunião tinha ainda em pauta a condução do dirigente João Batista Lemos, à presidência estadual do PCdoB, em função da atual presidenta, Ana Rocha tpedir licença do cargo para exercer as funções de secretária da Mulher na Prefeitura da capital carioca.



No início da reunião, o Comitê aprovou, por unanimidade, a condução do camarada José Batista Lemos ao cargo de presidente do PCdoB do estado do Rio de Janeiro. Batista - como é conhecido - era responsável pela vice-presidência do Partido no Rio, tendo sido eleito no Congresso de 2009.

A discussão política partiu de uma apresentação inicial formulada pelo, agora presidente, Batista que destacou que liderar a realização da etapa estadual do 13º Congresso do PCdoB e a preparação do projeto eleitoral do partido no estado do Rio de Janeiro para 2014 são grandes desafios na sua militância partidária.

Para isso, contou ele, “a unidade do Partido será fundamental e vou me dedicar com prioridade e diariamente a esta questão. É em torno do projeto político que a unidade do partido é construída”, disse ele.

Batista ressaltou ainda que sua convicção na “construção de maior protagonismo político do PCdoB no curso da luta no estado do Rio de Janeiro precisa de elaboração de uma plataforma política de interesse do povo e dos trabalhadores em sintonia com a recente arrancada de desenvolvimento do nosso estado”.

Para Batista, o Partido no Rio tem um grande potencial. O PCdoB chega em 2013 com três prefeitos; dá um salto de nove para 26 vereadores; dirige a CTB, a segunda central sindical do estado; conduz o movimento estudantil; contribui na reconstrução da Famerj e tem grandes lideranças, como a deputada federal, Jandira Feghali, a enfermeira Rejane e o presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Daniel Iliescu. E por tudo isso, disse o novo presidente do PCdoB carioca, “o PCdoB tem condições de jogar um grande papel na cena política estadual, ocupar uma vaga majoritária”.

Demonstrando grande disposição e confiança nas perspectivas, Batista propõe percorrer, junto com as principais lideranças do partido, especialmente com Jandira, todo o estado “para enriquecer o projeto político do PCdoB”, observou.

Para reforçar o protagonismo partidário, na concepção do Batista, “é importante fortalecer a nossa atuação nos movimentos sociais e investir na estruturação do Partido, principalmente dos comitês municipais das grandes cidades. Além disso, precisamos conhecer e estudar a realidade do estado, se aproximando e interagindo com estudiosos do tema. Essa também é uma chave para o PCdoB continuar crescendo e se fortalecendo”, concluiu.

Ana Rocha esteve à frente do PCdoB por 18 anos

No início da reunião, em seu discurso, Ana Rocha destacou que “o Rio de Janeiro sempre foi palco de lutas que repercutiram nacionalmente, até pela marca de ter sido capital do Brasil, tem um espirito aberto a todo o Brasil, de acolhimento de lideranças. É uma caixa de ressonância de lutas democráticas e desenvolvimentistas”.

“Ana Rocha contribuiu para que o Partido tivesse uma trajetória de flexibilidade política, um leque vasto de alianças e nesse percurso registra-se uma evolução na sua estruturação, avanço na interiorização, no fortalecimento da atuação da juventude, no movimento sindical, de mulheres e negros”, manifestaram dirigentes do Comitê Estadual.

Novo presidente

João Batista Lemos, ingressou no PCdoB em 1974. Trabalhou como operário nas indústrias, General Eletric, na Volks e na Mercedes Benz, onde militou no Sindicato dos Metalúrgicos de SBC. Entrou no Comitê Central do PCdoB em 1983 e em 1992 foi indicado Secretário Sindical do CC. No 5º Encontro Nacional da Corrente Sindical Classista em 2002 foi eleito Coordenador Nacional. Em 2007 foi eleito Secretário Adjunto Internacional da CTB, reeleito em 2009, até 2013, Batista foi vice-presidente do PCdoB do Rio de Janeiro.

Com informações da página estadual no Vermelho