sexta-feira, 5 de abril de 2013

04.04.2013 - Movimentos de juventude entregam pauta de reivindicações a Dilma Rousseff — Conselho Nacional de Juventude

04.04.2013 - Movimentos de juventude entregam pauta de reivindicações a Dilma Rousseff — Conselho Nacional de Juventude


Data: 04/04/2013

Representantes da Jornada Nacional de Lutas da Juventude Brasileira entregarão à presidenta Dilma Rousseff nesta quinta-feira (4), documento com as principais reivindicações do movimento, que tem realizado desde o dia 25 de março série de manifestações nas principais cidades do país. Passeatas já ocorreram em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Porto Alegre, Sergipe, Ceará, Manaus, Piauí e Goiás. O encontro entre a presidenta da República e os mais de 40 grupos, entidades, organizações e coletivos que compõem a Jornada de Lutas será na tarde desta quinta-feira (4/3), no Palácio do Planalto.





Entre os grandes consensos dos movimento – que reúne estudantes, jovens da cidade e do campo, trabalhadores, feministas, juventudes partidárias e ecumênicas, coletivos LGBT, de cultura, meio ambiente e das periferias – está a necessidade de investimento na área da educação pública, com a destinação de 10% do PIB, 50% do fundo social do Pré-sal e 100% dos royalties do petróleo exclusivamente para o setor.

O trabalho decente para a juventude, as reformas política e agrária, a redução da jornada de trabalho, a denúncia contra o extermínio da juventude negra e a democratização da comunicação de massas também são bandeiras estruturais reivindicadas pela juventude. “Unir a Juventude Brasileira: Se o presente é de luta, o futuro nos pertence” é o lema do manifesto assinado de forma inédita e unificada por entidades como a UNE, CUT, MST, CTB, Pastoral da Juventude, ABGLT, Apeoesp e Conam. O documento, aprovado no fim de fevereiro, aponta a necessidade de aprofundar as mudanças no país.

“Queremos cidades mais humanas em vez de racismo, violência e intolerância. Queremos as garantias de um estado laico, democrático, inclusivo, que respeite os Direitos Humanos fundamentais, inclusive aos nossos corpos, à liberdade de orientação sexual e à identidade de gênero, num ambiente de liberdade religiosa. Queremos reformas estruturais que garantam um projeto de desenvolvimento social e que abram caminhos ao socialismo. Lutamos por um desenvolvimento sustentável, solidário, que rompa com os valores do patriarcado, que assegure o direito universal à educação, ao trabalho decente, à liberdade de organização sindical, à terra para quem nela trabalha e o direito à verdade e à justiça para nossos heróis mortos e desaparecidos”, diz trecho do manifesto. (http://www.une.org.br/2013/02/os-sonhos-da-juventude-em-uma-unica-jornada/)

Março é mês de luta e homenagens - Já é tradicional no calendário do movimento estudantil brasileiro ocupar as ruas das capitais do país no mês de março, simbólico para a luta dos jovens brasileiros. A Jornada é uma homenagem a duas figuras marcantes. Uma delas foi o estudante secundarista Edson Luís, assassinado em 28 de março de 1968 com uma bala no peito, disparada por militares, durante repressão a um protesto no restaurante universitário Calabouço, no Rio de Janeiro. Edson reivindicava preços mais justos para a alimentação dos estudantes.

A Jornada lembra ainda a data de nascimento (28 de março de 1947) de uma das principais lideranças jovens da história brasileira; o ex-presidente da UNE, Honestino Guimarães, preso, torturado e assassinado pela ditadura militar no Rio de Janeiro. Honestino, com seus anseios em mudar o Brasil e o mundo, continua um símbolo vivo para diversas gerações.

Entidades que participam da Jornada - Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT); Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG); Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (APEOESP); Associação Cultural B; Centro de Estudos Barão de Itararé; Confederação Nacional das Associações de Moradores (CONAM); CONEM; Consulta Popular; ECOSURFI, Coletivo Nacional de Juventude Enegrecer, Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil (FEAB), Federação Paulista de Skate, Fora do Eixo, Juventude da CTB, Juventude da CUT, Juventudeda Contag, Juventude do PSB, Juventude do PT, Juventude Pátria Livre; Levante Popular daJuventude; Marcha Mundial das Mulheres; Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST); Nação Hip Hop Brasil; Pastoral da Juventude, Pastoral da Juventude do Meio Popular (PJMP), Rede Ecumênica da Juventude (REJU); Rede da Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade (REJUMA); União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES); União Brasileira de Mulheres (UBM), União da Juventude Socialistas (UJS); União Nacional dos Estudantes (UNE); Via Campesina.

Fonte: Ascom UNE