sábado, 4 de agosto de 2012

Apoiadores da candidatura de Volnei e Bermudez lotam evento na FS | Viver UnB Noticias

www.viverunb.com.br 
Apoiadores da candidatura de Volnei e Bermudez lotam evento na FS | Viver UnB Noticias

Apoiadores da candidatura de Volnei e Bermudez lotam evento na FS


Apesar da greve, cerca de 350 pessoas, entre servidores, professores e estudantes da UnB compareceram ao ‘Café com Idéias’ realizado neste sábado, dia 3/8, no pátio da Faculdade de Ciências da Saúde para manifestar seu apoio à candidatura de Volnei Garrafa e Luís Bermudez, como reitor e vice-reitor da UnB.
Um café de manhã reforçado foi servido aos presentes, que ouviram discursos de Volnei e Bermudez, além de manifestações de apoio de professores, líderes estudantis e líderes sindicais.
Em seu discurso, Volnei falou aos presentes sobre os quatro eixos de sua campanha, construídos ao longo dos últimos sete meses com a ajuda de vários professores e servidores da UnB.

A convivialidade
O primeiro eixo foi assim definido por Volnei:
“O primeiro eixo é o UnBem Viver, o bem viver na universidade. Precisamos resgatar aquele carinho que todos nós que chegamos aqui há anos tinhamos pela UnB, de acordar de manhã e ir com prazer para nosso local de trabalho. Hoje isto não está assim, porque a UnB está muito desorganizada , as coisas não andam, não temos espaço de lazer, o restaurante universitario vive com problemas, fechado, e assim por diante. Entao precisamos resgatar a segurança , enfim, a alegria de viver nesta casa que é nossa casa”.
A eficiência administrativa
Em seguida, o candidato a reitor pela chapa Viver UnB manifestou seu firme desejo de construir uma “UnB que funcione”, destacando a competência administrativa de seu vice-reitor.
“O segundo eixo de nossa proposta  é “a UnB que funcione”. A UnB hoje não funciona , vocês sabem disso , os papéis não andam e não é má vontade, é um problema de gestão. Nós vamos ganhar esta eleição e, já no primeiro dia, vamos comecar com um choque de gestão. Nós vamos mudar o jeito administrativo desta UnB. É preciso mudar o que está ruim e conservar o que anda bem.  Desde 1985, quando Cristovam Buarque ganhou a eleição, o vice reitor cuidava do conselho de ensino e pesquisa e da área acadêmica. Nós vamos mudar isso aí. O professor Bermudez, no meu entender e no entendimento da maioria das pessoas que aqui estão, é o melhor e mais competente gestor que temos na UnB , um homem de visão ampla, de futuro. O professor Bermudez, como vice reitor, vai assumir toda a coordenacao gerencial e administrativa desta universidade, com toda nossa confiança e com a nossa parceria”.

O compromisso com a cidade e o país
Volnei declarou que será um reitor atuante e que, por ser um professor de carreira, cuidará da parte acadêmica da instituição, e que sairá do seu gabinete para buscar recursos para a UnB onde quer que eles estejam. O candidato a reitor pela Chapa Viver UnB prosseguiu seu discurso explicando aos presentes o terceiro eixo de seu programa.
“Uma de nossas propostas em nosso terceiro eixo que é o da Universidade sem fronteiras. Nós não queremos mais fronteiras. Nós temos compromisso com a cidade de Brasilia, com o entorno, com o Centro-Oeste e o país. Então, queremos quebrar estas fronteiras artificiais, do Campus Darcy Ribeiro, do Centro Oeste e do Brasil . Nós queremos uma UnB que volte a nos orgulhar, que volte a ser a quarta universidade do país, e não a 13ª como ela é hoje”.

A construção de cidadania
Volnei finalizou seu discurso detalhando o quarto eixo de sua campanha, que tem a ver com a construção de saberes e de cidadania.
“O nosso quarto eixo é o eixo historico. Quando o professor Cristovam Buarque foi reitor, entre 1985 e 1989, quem levou a UnB para Novo Gama, Ceilândia , Céu Azul, Paranoá e Pedregal fui eu, como decano de extensão . Na época, criamos o Forum Nacional de Pro reitores de Extensão de universidades públicas e eu fui o primeiro presidente. Então, temos experiencia com a extensão sim. O quarto eixo é a Universidade construindo saber e cidadania. Nós vamos dar autonomia administrativa e financeira para nossos campi na Ceilandia, no Gama e Planaltina e vamos abrir outros campi” .
Volnei destacou que sua Chapa é suprapartidária.
“Temos segurança que não somos uma chapa que é partidarizada , é uma chapa pluralista, tem gente de oito ou nove partidos diferentes em nossa chapa. Uma jornalista do Correio Braziliense perguntou-me há poucos dias: “Professor, qual é o seu partido?” E eu respondi: “Olha, o candidato a reitor da UnB não tem partido. O Volnei Garrafa tem partido como cidadão lá fora , aqui dentro eu sou institucional [Aplausos] . Então esta chapa é uma chapa institucional”.
E finalizou:
“Queremos fazer um compromisso com os servidores. Queremos resgatar aquele amor pela UnB e precisamos dos servidores antigos, e dos novos, naturalmente. Os antigos têm a memória desta instituição. Estamos conversando com um por um dos antigos. Nós vamos administrar com generosidade. Se companheiros de outras chapas forem competentes, vão trabalhar conosco na gestão. Nós não temos medo de gestão compartilhada. Nós queremos uma universidade de paz, de tranquilidade e de respeito”.


Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.