quinta-feira, 9 de outubro de 2014

CTB aprova apoio integral à candidatura de Dilma Rousseff - Portal Vermelho



CTB aprova apoio integral à candidatura de Dilma Rousseff - Portal Vermelho




Brasil

19 9 de outubro de 2014 - 19h29

CTB aprova apoio integral à candidatura de Dilma Rousseff
CTB aprova apoio integral à candidatura de Dilma Rousseff

Em reunião, a direção executiva da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) decidiu, nesta quinta-feira (9), pelo apoio integral à candidatura de Dilma Rousseff no segundo turno da eleição presidencial. A direção da entidade é formada por sindicalistas ligados, principalmente, às forças políticas como o PSB e o PCdoB.

Para a CTB, o projeto defendido pela presidenta Dilma Rousseff representa a continuidade das mudanças implantadas a partir de 2002 com a eleição do ex-presidente Lula. "Barrar o retrocesso e defender um projeto que garanta o avanço das conquistas e de um projeto com desenvolvimento com valorização do trabalho e soberania é objetivo da CTB", declarou em nota a entidade.

O encontro debateu os perigos contidos nesta disputa eleitoral que envolve dois candidatos com projetos bastante distintos.

Na opinião dos cetebistas, o projeto do tucano Aécio Neves representa o retrocesso e embute riscos aos direitos trabalhistas, bem como para a economia brasileira e por consequência ao desenvolvimento do país.



Sindicalistas com Dilma
Confira abaixo a Resolução da 15º Reunião:


Total apoio à reeleição de Dilma Rousseff

Reunida em São Paulo, no dia 9 de outubro de 2014, a Direção Executiva Nacional da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) aprovou por unanimidade a seguinte resolução:

1- A CTB apoia integralmente a reeleição da presidenta Dilma Rousseff no segundo turno que será realizado em 26 de outubro, tendo em vista que a candidatura do tucano Aécio Neves representa o risco de retrocesso neoliberal. Na economia, acena com um ajuste fiscal que trará de volta o desemprego em massa, a flexibilização e redução de direitos trabalhistas, arrocho salarial, fim da política de valorização do salário mínimo, criminalização e repressão das lutas e movimentos sociais; no plano externo vai restabelecer a política de subordinação aos EUA e ressureição da Alca;

2- O resultado do primeiro turno revelou um preocupante avanço da direita. A composição do Congresso Nacional ficou ainda mais conservadora, o que se deu no rastro de uma forte campanha midiática contra as empresas estatais e o governo Dilma sob a falsa bandeira do combate à corrupção. Isto vai exigir um redobrado esforço de mobilização para barrar a terceirização ilimitada e outros projetos patronais que tramitam no parlamento;

3- Continuar derrotando o retrocesso neoliberal, que representa um sério risco não só para o Brasil como para o conjunto da América Latina e o Brics, é uma pré-condição para avançar nas mudanças, concretizar a pauta sindical e a agenda da classe trabalhadora por um novo projeto nacional de desenvolvimento com valorização do trabalho, soberania e democracia. A Direção Executiva da CTB conclama o conjunto de seus dirigentes e militantes a ocupar a linha de frente da batalha pela reeleição da presidenta Dilma Rousseff.

Direção Executiva Nacional da CTB
Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil
Repúdio

No final da reunião, os dirigentes também aprovaram uma Moção de Repúdio à Proposta para o Setor Portuário, apresentada pela Associação Brasileira de Terminais Privativos – ABTP.

A proposta dá ênfase à defesa neoliberal da iniciativa privada e propõe a anulação da maioria dos avanços conseguidos mediante negociação dos trabalhadores (Centrais Sindicais e Federações) com o Governo Dilma e sua base aliada e incluídos na atual Lei Portuária (nº 12.815/13).



O encontro debateu os perigos contidos nesta disputa eleitoral que envolve dois candidatos com projetos bastante distintos.

Com informações do Portal CTB