quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Fidel rende homenagem e compara Niemeyer a Michelangelo


O líder cubano Fidel Castro compara Oscar Niemeyer ao pintor renascentista Michelangelo. "Lembraremos dele com a mesma ou maior admiração", continuou Fidel, abraçado ao artista brasileiro. "Teremos um Niemeyer eterno em sua obra e em suas nobres ideias. Qual o desejo de todos nós? Um Niemeyer eterno”, declarou Fidel em vídeo. 


Niemeyer nunca se calo diante das mazelas do mundo. "Nunca ocultei minha posição de comunista. É necessário protestar contra a miséria, as injustiças, as desigualdades. A arquitetura não muda a vida dos pobres. Para mudá-la, é preciso sair às ruas e protestar", disse Niemeyer.

O arquiteto ingressou em 1945 no Partido Comunista do Brasil. Ao longo das décadas, travou amizades com diversos líderes comunistas e socialistas ao redor do planeta, viajando constantemente à extinta União Soviética e a Cuba.



Com informações do Ópera Mundi