segunda-feira, 9 de julho de 2012

ANP concede autorização para exumar restos mortais de Arafat - Portal Vermelho

ANP concede autorização para exumar restos mortais de Arafat - Portal Vermelho


O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas, deu autorização para a exumação dos restos mortais do seu antecessor, Yasser Arafat, disse nesta segunda-feira (9) um representante palestino, Saeb Erekat.

A decisão foi tomada depois de haver suspeitas de que o ex-líder palestino pode ter sido envenenado. Foi encontrado um elemento químico chamado polônio em pertences de Arafat. A ANP disse serem necessários testes nos restos mortais de Arafat para essa confirmação. Segundo Saeb Erekat, a entidade deu autorização e convidou especialistas suíços a realizarem os testes. “Estamos a caminho de uma autópsia”, disse Erekat.

A viúva do ex-líder, Suha Arafat, autorizou na semana passada a exumação dos restos mortais do marido, morto em 2004.

Em outubro de 2004, quando estava cercado pelo exército israelense no quartel general da ANP em Ramallah, Arafat ficou gravemente doente de forma repentina. As causas de sua morte, no dia 11 de novembro de 2004 em um hospital francês, não foram esclarecidas até hoje. Existem suposições e rumores de que ele sofria de câncer, cirrose ou aids, mas nenhuma dessas hipóteses foi comprovada.

Arafat foi fundamental na articulação para um processo de paz entre Israel e Palestina. Ele foi o signatário dos Acordos de Paz de Oslo, em 1993, que previam o fim dos conflitos e a abertura de negociações sobre os territórios ocupados por Israel, como a Faixa de Gaza. Pelo lado israelense, assinou o acordo, Itzhak Rabin. A mediação do acordo foi feita pelos Estados Unidos, presididos na época por Bill Clinton.

Fonte: Agência Brasil