domingo, 6 de setembro de 2015

Dirigente do PCdoB, Dino Pereira, morre em Teresina - Portal Vermelho



Dirigente do PCdoB, Dino Pereira, morre em Teresina - Portal Vermelho
O ex-presidente da Federação das Associações de Moradores do Estado do Piauí (Famepi), Sebastião Justino Pereira, o Dino Pereira, de 50 anos, morreu na manhã deste sábado (5) no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde estava internado deste a semana passada com um quadro de intoxicação alimentar e crise convulsiva.



meionorte.comO líder comunitário estava internado na UTI do HUT há cerca de 11 dias.

Enquanto esteve hospitalizado, Dino recebeu visitas de alguns políticos do estado como o ex-governador Wilson Martins (PSB), o ex-deputado federal Osmar Júnior (PCdoB), o presidente da Câmara Municipal, Luís Lobão (PMDB) e o deputado estadual Robert Rios (PSB). "Além de um colega de trabalho, era um amigo pessoal. Trabalhou em todas as minhas campanhas e, atualmente, trabalhava comigo no gabinete. Era um grande líder comunitário, um homem corajoso, despojado, que lutou contra a ditadura. Infelizmente, são coisas da vida", lamentou Robert Rios.

Dino Pereira destacou-se principalmente na defesa do direito a moradia para as comunidades carentes. Como presidente da Famepi, a luta de Dino Pereira foi voltada para denunciar a especulação imobiliária urbana e a defesa de uma política pública de moradia que atenda às necessidades da demanda dos municípios.

Dino Pereira também foi criador do bloco carnavalesco Barão de Itararé, que desfila durante o Carnaval na Avenida Principal do Dirceu, na zona Sudeste de Teresina, onde também desfilava com temas políticos.

Ele era natural de Balanços (PB), mas foi na região do Grande Dirceu, na zona Sudeste de Teresina, que ele ingressou no movimento político através do PCdoB. Por este mesmo partido, ele se candidatou a deputado federal, e mais tarde a vereador de Teresina por duas vezes.

Dino ficou popularmente conhecido por ter liderado a invasão de um terreno nas proximidades do Mercado do Peixe, fato que gerou até mídia nacional. Ele também liderou a ocupação de terras, que mais tarde recebeu o nome de Residencial Araguaia.

Disputou por duas vezes uma vaga na Câmara Municipal pelo PCdoB apoiado por movimentos sociais e em busca de melhorias em áreas como transporte, saúde, educação. Dino ficou como suplente nas eleições de 2008 com 3597 votos pela coligação Bloco de Esquerda que reunia PCdoB, PSB e PDT.

Dino era casado com a jornalista a secretária executiva de Comunicação Social da Prefeitura de Teresina, jornalista Dulce Luce. Ele deixa três filhos do primeiro casamento e dois com Dulce.

O velório de Dino Pereira acontece a partir de 17 horas deste sábado (5) na Pax União da Avenida Miguel Rosa, em Teresina (PI).