terça-feira, 8 de março de 2016

Dias 8, 9 e 10 de março, vote Chapa 2 Sindicato Para Tod@s - A chapa da Unidade e da Luta nos Bancários de Brasília!



A eleição do Sindicato dos Bancários de Brasília inova em 2016, com grande chapa de UNIDADE e LUTA para os desafos da categoria bancária. Por que unimos?
1. Devemos nos unir para enfrentar a crise mundial do capitalismo e a ofensiva do capital juntos numa imensa campanha midiática e política, no golpismo e p o s i ç õ e s a n t i d e m o c r á t i c a s .
Querem que os trabalhadores paguem pela crise e restaurar o neoliberalismo no Brasil. Só a unidade popular e uma nova agenda de mudanças podem derrotar a direita;
2. Devemos nos unir para enfrentar o domínio da Câmara pelo mafioso Eduardo Cunha que mobiliza uma maioria de deputados empresários fundamentalistas e falsos moralistas.
São os pais do PL da terceirização/escravidão enviado pela Câmara ao Senado e da emenda que subordina o legislado ao negociado: rasga a CLT deixada por Getúlio Vargas.
3. Devemos nos unir para defender a valorização do trabalho bancário a partir daquilo que é mais  importante: nossa saúde como trabalhadores(as), a nossa vida.
Os bancos impõem condições aviltantes de trabalho e metas absurdas que nos adoecem e querem se eximir de sua responsabilidade.
Somos a chapa da defesa da saúde dos bancari@s!;
4. É preciso união para enfrentar os banqueiros: Mesmo com lucros inacreditáveis, em 2015 a FENABAN propôs reajuste de 5,5%, INFERIOR à inflação! O BB ignora as perdas salariais dos anos 1990 e o fim do Plano de Cargos e quis pôr nas costas dos funcionários a culpa do déficit da CASSI. Propôs como saída, lavar as mãos com o pós-laboral, ou seja, nós aposentados.
Eles reforçam a exploração, adoecem a categoria e depois querem tirar o corpo fora. Nos bancos
privados crescem os lucros e as demissões. Metas insustentáveis, o assédio como ferramenta de gestão adoecem a categoria, e só a nossa solidariedade poderá nos dar a força nesse combate pela vida.
5. Devemos nos unir contra o descarado ataque do GDF ao BRB e seu funcionalismo.
6. Devemos nos unir para derrotar a proposta de abertura do capital da Caixa Econômica Federal, do
E s t a t u t o d a s E s t a t a i s , P L S 555/2015. O projeto fará do interesse de mercado o único
espírito das empresas públicas, piorando a lógica de metas e assédio.
7. Devemos nos unir para enfrentar/ impedir que se implante qualquer Reformada
Previdência que retire direitos adquiridos dos trabalhadores
. A discussão jamais poderia se dar
numa situação de crise econômica e o movimento sindical está unido para lutar!
A unidade que temos em favor dessas bandeiras deve continuar no Sindicato!