segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Defender o Mais médicos e denunciar os fascistas - Classe mérdia envergonha povo cearense com xenofobia, truculência e imbecilidade

Eu sempre tive orgulho de ser cearense. E continuarei tendo. Mas infelizmente recai sobre mim, como diria Castro Alves, "morder o fruto podre do Asfaltita", publicando essas cenas que são de envergonhar qualquer cearense.

Cresce em mim essa certeza muito mais que profunda, essa percepção de que é preciso denunciar o fascismo que toma conta de uma parcela importante da classe média. Esses filhinhos de papai, essa playboyzada não representa o povo cearense. Que vergonha. Que cena odiosa. E que expressão de pavor. Sim, porque veem que acabará a indústria da morte e do sofrimento. Vejam que os mesmos que dizem serem os cubanos escravos os hostilizam. Curioso, não? Meu Deus, que cena triste. Povo cearese, meus conterrâneos, limpem a imagem de nossa terra querida ameaçada por esses coxinhas auto-centrados, de costas para o povo, cheios de ódio. Médicos humanistas, de esquerda, vejam aonde a direita está levando a categoria. Não conciliem com isso!

Parabéns à turma que foi enfrentar esses fascistas. Mas é preciso muito mais. Quem fará o desagravo?

Por isso, compartilho meu segundo artigo sobre o tema - 

O Programa Mais Médicos e a luta pela Saúde Pública