quinta-feira, 13 de junho de 2013

11º Congresso da UEE de São Paulo terá sessão de Anistia a todos os presos do Congresso de Ibiúna | UNE - União Nacional dos Estudantes



A FORÇA JOVEM DE VOLTA A IBIÚNA | UNE - União Nacional dos Estudantes



José de Abreu e Hildegard Angel já confirmam presença no 11º Congresso da União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE-SP)

Após 45 anos o Movimento Estudantil volta a Ibiúna, palco do 30º Congresso da União Nacional dos Estudantes de 1968, também conhecido como o Congresso que não terminou. Dessa vez a cidade acolhe novamente os movimentos estudantis para sediar o 11º Congresso da UEE – União Estadual dos Estudantes de São Paulonos próximos dias 14 a 16 de junho de 2013.

Importantes nomes da luta contra a opressão da ditadura militar já confirmaram presença no evento como o ator José de Abreu e a jornalista Hildegard Angel.

O evento conta com uma programação completa sobre os interesses da juventude brasileira, como: educação, esporte, cultura, conjuntura e sexualidade, além de debates com ex-militantes e homenagens aos participantes do 30º Congresso da UNE de 1968.

O Congresso termina com a plenária de votação que decidirá o próximo presidente da UEE-SP, o qual terá o compromisso de continuar as novas conquistas referentes à apuração dos crimes ocorridos durante o período militar e de traçar novos desafios para o movimento estudantil paulista.

Para Alexandre “Cherno” Silva, presidente da União Estadual dos Estudantes de São Paulo, esse congresso será histórico. “Esse Congresso é fruto de uma gestão vitoriosa que percorreu todas as regiões do Estado de São Paulo. Esteve presente em todas as mobilizações nas principais universidades do Estado e acima de tudo, tem compromisso com a memória. Retornar a Ibiúna é ajudar a escrever uma história que foi interrompida pelo terror da ditadura”, ressaltou.

HOMENAGENS

No dia 15, a UEE-SP irá realizar um ato político durante o Congresso, com participação do presidente da Comissão Nacional da Verdade e secretário nacional de Justiça, Paulo Abrão, para a cerimônia de anistia aos estudantes presos na cidade em 1968.

Um dos preso pelos militares na época, José de Abreu, voltará a Ibiúna pela primeira vez desde o episódio que ficou conhecido com um dos maiores atos de opressão da ditadura militar contra os estudantes brasileiros. O ator aceitou o convite e será o mestre de cerimônia tanto da abertura do evento quanto do ato político para a concessão da anistia. “Vai ser muito emocionante. Nunca mais fui à cidade, nem passei perto”, revelou o ator.

O Congresso da UEE-SP também irá reunir líderes da geração de 68 presos durante o 30º Congresso da UNE. Nomes como Franklin Martins, José Dirceu, Neusa Ferreira de Souza (proprietária do sítio Murundu, palco das prisões), José Genoino, Leopoldo Paulino, Luiz Eduardo Curti, Reinaldo Morano Filho, estarão entre os presentes.

MOVIMENTO PATRIÓTICO


A presença de Hildegard Angel também promete ser emocionante. Filha da estilista Zuzu Angel e irmã do militante político Stuart Angel Jones – preso, torturado e morto pelos militares -, a jornalista recebeu Alexandre Cherno em seu apartamento no Rio de Janeiro. No encontro, ela contou detalhes dos horrores que sua família vivenciou durante a ditadura militar e garantiu sua presença no ato político do congresso.

“A Hildegard terá uma participação especial no evento. Fui convidado a ajudá-la a organizar um movimento patriótico que ela está criando para fomentar o patriotismo entre os jovens brasileiros. Será um movimento de esquerda que atuará, principalmente, nas redes sociais. Hilde acredita que a luta que sua mãe e irmão travaram contra o regime militar teve muito a ver com esse sentimento patriótico de amor pelo país”, conta ele.

Assista o vídeo do evento:


Da Comunicação UEE/SP