quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Liderança do PCdoB na Câmara debate com Mercadante Lei Anti-errorismo , Seca no Nordeste e mais temas estratégicos- Portal Vermelho

PCdoB defende pauta estratégica em reunião com Mercadante - Portal Vermelho

Em reunião, esta semana, com o ministro da Casa Civil, Aloísio Mercadante, a líder do PCdoB, deputada Jandira Feghali (RJ), discutiu a pauta considerada estratégica pelo Partido em tramitação na Câmara. Acompanhada dos deputados João Ananias (CE) e Gustavo Petta (SP), a líder ouviu do ministro o compromisso de que o PCdoB será ouvido antes que o governo envie qualquer texto com proposta de lei de antiterrorismo.

Richard Silva

A audiência foi solicitada pela Liderança do PCdoB, interessada em discutir com o governo as pautas da educação, saúde, comunicação e cultura.

“Foi uma pauta longa”, disse a parlamentar enumerando os assuntos debatidos nas áreas da saúde, educação, comunicação e cultura, além da seca no Nordeste. “E levantei a nossa posição sobre não existir lei antiterrorismo”, disse a parlamentar, destacando que a opinião é compartilhada pelo ministro, que se comprometeu a que “qualquer texto que venha do governo no sentido de regulamentar a Constituição sobre esse tema, ele nos chamaria antes para discutir o texto que possa ser proposto”.

A bancada comunista também defendeu a aprovação rápida do Marco Civil da Internet. “Nós avaliamos que já chegou ao limite negociações e que é importante para o Brasil e para o mundo (a aprovação do projeto), afirmou Feghali.

Segundo ela ainda, a audiência foi solicitada pela Liderança do PCdoB, interessada em discutir com o governo as pautas da educação, saúde, comunicação e cultura. A presença do vice-líder João Ananias, na reunião, resultou na inclusão de discussão sobre a seca no Nordeste.

Resposta

“Nós esperamos a avaliação dele (ministro) e o retorno ao PCdoB nas propostas que apresentamos”, disse Jandira, manifestando interesse de que o governo fortaleça a luta no Legislativo para aprovação de matérias caras aos comunistas e de interesse do país como o Plano Nacional de Educação, o Procultura, o financiamento da saúde, entre outras mais específicas como o direito autoral, as 30 horas de trabalho para Enfermagem, “que tem que entrar em debate para ter resposta”, destacou.

O deputado Gustavo Petta disse que na conversa da bancada do PCdoB com o novo ministro também foi discutida a conjuntura política e a relação do governo com a Câmara.

“Ele apresentou elementos que nos leva a avaliar positivamente o cenário econômico do país. E que o Brasil deve se recuperar dessa situação de dificuldade de crescimento”, afirmou Petta, acrescentando que também foi discutida a necessidade do governo melhorar a relação com o Congresso, para discutir melhor as pautas e a agenda do país.

De Brasília
Márcia Xavier